O presidente do Sindicato Rural de Sinop, Ilson Redivo se reuniu com alguns vereadores do município na última quinta-feira (23), para pedir apoio da eliminação do Fundo Estadual de Transporte e Habitação (Fethab) na cultura do milho em Mato Grosso.

Para o milho, o produtor passou a pagar R$ 8,33 por tonelada que for vendida para outros estados e outros países. Isso equivale a R$ 0,50 por saca do cereal. O afirmou que a cobrança inviabiliza a plantação do milho, consideração que a safra tem baixa lucratividade.

Esta cobrança não cabe na cultura do milho, a cada cinco safras plantadas e isso é histórico a gente ganha em duas e perde em três, então ela tem uma margem negativa em sua atividade. O Governo está aumentando o prejuízo na safra do milho e não cabe ao governo do Estado fazer esse tipo de coisa.

O Fethab deve arrecadar em Sinop mais de R$ 6 milhões, se somar com as cidades vizinhas da microrregião este valor passa de R$ 20 milhões.

--------------------
Você sabia que o Portal Weese também está no Instagram, no Facebook e no Twitter? Então não perca tempo e siga a gente por lá.