A escolha do longa-metragem brasileiro que irá disputar uma indicação ao Oscar de melhor filme internacional em 2020 será feita por votação aberta. Diferentemente do que o ocorreu no ano passado, neste ano, os votos dos jurados serão públicos.

A mudança foi publicada hoje no Diário Oficial da União em uma portaria que dispõe sobre as regras para o processo de seleção do filme brasileiro a ser indicado ao Oscar. A portaria também indicou o nome dos jurados que escolherão o longa, numa lista formada por nove titulares e dois suplentes.

Para a decisão deste ano, os votantes escolhidos pela Academia Brasileira de Cinema são: Amir Labaki, Anna Muylaert, David Schurmann, Ilda Santiago, Mikael de Albuquerque, Sara Silveira, Vania Catani, Walter Carvalho e Zelito Viana.

O anúncio do resultado será realizado pelos especialistas no dia 27 de agosto de 2019.

Em 2018, o Brasil indicou à disputa do Oscar 2019 O Grande Circo Místico, de Cacá Diegues. A escolha do filme foi feita a portas fechadas e o público não soube quais filmes receberam votos dos jurados brasileiros.

Entre os critérios estabelecidos para a seleção, está o que prevê que o filme tenha sido lançado e exibido inicialmente no Brasil, em sala de cinema comercial, por no mínimo sete dias consecutivos, no período entre 1° de outubro de 2018 a 30 de setembro de 2019.

Os produtores interessados poderão fazer as inscrições de seus filmes até as 18h (horário de Brasília) 16 de agosto deste ano, por meio de requerimento online, disponível no endereço: http://oscar.cultura.gov.br.

A inscrição somente poderá ser efetivada pela produtora titular dos direitos patrimoniais sobre a obra ou distribuidora devidamente autorizada.

--------------------
Você sabia que o Portal Weese também está no Instagram, no Facebook e no Twitter? Então não perca tempo e siga a gente por lá.