O homem identificado como Lumar Costa da Silva (28), que foi preso por matar e arrancar o coração da tia Maria Zelia da Silva Cosmos (55), está detido em uma cela separada dos demais prisioneiros no Centro de Ressocialização de Sorriso (CRS). De acordo com os policiais, o objetivo da separação é garantir a integridade física de Lumar.

A direção do presídio ainda avalia se Lumar permanecerá detido no CRS ou será transferido para outra unidade prisional. Ele foi autuado por homicídio qualificado por motivo fútil e pode pegar uma pena de 12 a 30 anos de reclusão.

Na tarde da última quarta-feira (3), o Poder Judiciário converteu a prisão em flagrante para preventiva e o acusado aguarda preso sua sentença. A perícia apontou que o acusado abriu o tórax da vítima e arrancou seu coração utilizando duas facas.

A principal duvida sobre o caso é o estado mental de Lumar, uma vez que foi sugerido que ele pode ter problemas mentais. Porém, o delegado da Polícia Civil, Andre Ribeiro, afirmou que o acusado é graduado no ensino superior e é tecnólogo em processamento de dados. Ele também fala inglês e espanhol fluentemente. Na manhã desta quinta-feira, o juiz da Segunda Vara Criminal em Sorriso, Anderson Candiotto, relatou que não há sinais de insanidade mental em Lumar Costa da Silva:

Se a defesa ou Ministério Público fizerem requerimento fundamentado nesse sentido vai ser apreciado se é o caso ou não de realizar o teste. A princípio não foi determinado este tipo de perícia. Pelo que consta em audiência de custódia não haveria sinais de insanidade até porque barbaridade não se confunde com insanidade.

A vítima, Maria Zélia da Silva Cosmos, e o acusado do crime, Lumar Costa da Silva (foto: reprodução)

A declaração foi dada em entrevista ao site Só Notícias.

Entenda o caso

Lumar Costa da Silva matou e arrancou o coração de sua tia na noite da última terça-feira (2), no bairro Vila Bela, na cidade de Sorriso. A vítima foi identificada como Maria Zélia da Silva Cosmos. Depois de cometer o crime, o homem foi até a casa de Patrícia Cosmos, filha da vítima, e confessou o crime, dizendo ainda que estava com o coração de Maria dentro de uma sacola. Depois disso, ele ainda disse que era apaixonado pela filha de Patrícia, uma criança de 7 anos, e que iria levá-la com ele.

Houve discussão e um vizinho da mulher interviu, fazendo com que Lumar roubasse o carro de Patrícia e fugisse. Algum tempo depois, ele invadiu uma subestação da Energisa que fica próxima ao Corpo de Bombeiros da cidade e jogou o veículo contra os motores.

Depois disso tudo, Lumar acabou preso por agentes da Polícia Militar, que informaram que ele confessou o assassinato. Havia sinais de sangue em suas roupas e ele estava “bastante transtornado”.

O corpo de Maria Zélia estava no quarto da casa, de acordo com o perito criminal Nilton Carlos Dalberto. Segundo ele:

Havia duas lesões que abriram o tórax por completo. Muito provavelmente foram utilizadas duas facas. Uma de ponta e outra faca um pouco maior, de fio, para abrir o tórax da vítima. Esse é um fato completamente fora do comum, muito diferente do que a gente está acostumado a atender.

Amigos e familiares de Maria foram até a delegacia da Polícia Civil e realizaram uma pequena manifestação, exigindo justiça contra o homem.

--------------------
Você sabia que o Portal Weese também está no Instagram, no Facebook e no Twitter? Então não perca tempo e siga a gente por lá.