A Uber, principal empresa de mobilidade urbana do mundo e que conecta motoristas particulares a passageiros por meio de aplicativo, começa a operar em Sinop nesta quarta-feira (6), a partir das 14h. A cidade é a quarta do estado de Mato Grosso a contar com o serviço, ao lado de Cuiabá, Várzea Grande e Rondonópolis. Sinop também já conta com outras empresas que prestam serviços semelhantes, com motoristas por aplicativo, além dos táxis convencionais.

No dia 20 de setembro a empresa iniciou o processo de cadastro dos motoristas interessados fazer parte do serviço tanto no município de Sinop quanto em Tangará da Serra e demais cidades das regiões. Hoje em dia, a Uber tem mais de 600 mil motoristas em todo o Brasil. A empresa chegou no estado em 2016, operando apenas em Cuiabá.

Segundo a empresa, para utilizar o serviço, basta baixar o aplicativo nas lojas de cada sistema operacional, criar uma conta, escolher endereço de partida e destino final e em seguida solicitar a corrida. Os preços das viagens variam de acordo com a distância e o tempo.

Problemas com a regularização

Apesar de já começar a operar, segundo a secretaria de Trânsito, a Uber ainda precisa se regularizar na prefeitura. A pasta afirma que, segundo a Lei Federal 13.640/2018, cabe exclusivamente aos municípios a regulamentação dos serviços de transporte. A secretaria também disse que Sinop já possui uma lei própria que trata do tema e regulamenta os aplicativos.

Segundo a coordenadora da secretaria de Trânsito, Silvia Ryba:

O aplicativo Uber até o momento não nos procurou. Então não temos nenhum cadastro deles aqui junto a secretaria. Sabemos que vai começar a operar, mas para nós está dentro da irregularidade. Existe todo um cuidado, por ser transporte de passageiro, então realizamos um cadastro bem minucioso para dar segurança tanto aos motoristas, quanto aos usuários.

Ainda segundo a coordenadora, a empresa pode ser configurada como transporte irregular de passageiros, caso não atenda os procedimentos da secretaria de Trânsito. Se isso realmente ocorre, cada motorista pode ser multado em até 950 URs (R$ 2,2 mil) e ainda receber a penalização do Código de Trânsito Brasileiro, que inclui multa e a apreensão do veículo.

-----------------------------
Você sabia que o Portal Weese também está no Instagram, no Facebook e no Twitter? Então não perca tempo e siga a gente por lá.