Treze animais silvestres, apreendidos em Sorriso na manhã desta sexta-feira (6), foram encaminhados para a Coordenadoria de Fauna da Secretaria de Estado de Meio Ambiente (Sema), em Cuiabá. São animais oriundos de maus tratos, atropelamentos, comércio ilegal e cativeiros clandestinos. Desta vez foram levadas 12 araras, dois papagaios e uma paca.

Segundo o coordenador do Núcleo Integrado de Fiscalização (NIF) da Prefeitura de Sorriso, Reinaldo Nunes, a apreensão de animais silvestres é feita por meio de uma parceria entre Corpo de Bombeiros, Prefeitura de Sorriso e a Universidade Federal de Mato Grosso (IFMT).

De acordo com a Sema, Sorriso é o município do norte do Estado que mais encaminha animais silvestres para tratamento, reabilitação e reinserção. Assim que é resgatado, se o animal estiver com alguma fratura, ou debilitado, ele passa por uma avaliação clínica local e pode ser encaminhado para o Hospital Veterinário da UFMT, em Sinop:

Caso estejam aptos para voltar à natureza, os animais são soltos, mas se estiverem domesticados, ou algo que os impossibilitem de serem reintroduzidos na natureza, são enviados para o centro de triagem da Sema e, posteriormente, disponibilizado para guarda provisória, ou enviados para criadouros

Entre os animais já apreendidos pelo NIF em Sorriso está a onça pintada, anta, paca, macacos, lobo guará, cachorro vinagre, araras, papagaios, serpentes, emas, tamanduá, porco espinho, gambá entre outros.

Criar animal silvestre é crime

A Lei Nº 9.605, de 12 de fevereiro de 1998, estabelece pena de seis meses de detenção e multa para quem manter em casa animais silvestres sem a devida autorização/licença do órgão competente. A sanção vale também para quem matar, caçar, vender ou transportar estes animais.

 

--------------------
Você sabia que o Portal Weese também está no Instagram, no Facebook e no Twitter? Então não perca tempo e siga a gente por lá.