Pequenos produtores rurais da comunidade São Jerônimo, que cultiva abacaxi e caju, tiveram um grande prejuízo depois que o loteamento deles, que fica localizado entre Cuiabá e Chapada dos Guimarães, foi consumido pelo fogo. As chamas provocaram atingiram aproximadamente 2,5 hectares desde a semana passada, destruindo plantações e criações de animais.

Com os pastos queimados, os produtores tiveram que comprar ração para alimentar os animais que sobraram e evitar que os mesmos morressem de fome. Segundo a produtora rural Daniela Marques:

Tem dois ou três dias que a gente não dorme, porque se a gente vê uma fumacinha vindo, já ficamos desesperados, questionando de onde será que está vindo, e nos preocupamos se vai chegar até a gente.

Focos de incêndio atingem comunidade de São Jerônimo (foto: Reprodução)

Os riscos das queimadas aumentam devido a seca, e pelas casas serem de madeira. A falta de recursos para combater as chamas também faz com que o risco dos incêndios sejam maiores.

Segundo o produtor rural Thomaz Aquino, que passou três dias combatendo o fogo para auxiliar aos vizinhos, a falta de água dificultou o combate as chamas, onde tudo teve que ser feito de improviso:

O prejuízo aos moradores foi grande, devido a perda de produção.

--------------------
Você sabia que o Portal Weese também está no Instagram, no Facebook e no Twitter? Então não perca tempo e siga a gente por lá.