Segundo informações divulgadas pelo jornal britânico “The Guardian”, o príncipe Khalid Al Qasimi, de 39 anos, segundo filho de um dos xeiques dos Emirados Árabes Unidos, foi encontrado morto em uma casa em Knightsbridge, Londres. O príncipe trabalhava como estilista e havia se apresentado há três semanas na London Fashion Week.

Nenhum outro detalhe sobre a causa da morte foi divulgado oficialmente e a polícia de Londres está tratando o fato como “inexplicado”. O site afirmou que que recebeu uma notificação de “uma morte súbita em uma propriedade residencial em Knightsbridge”, um distrito da cidade. Agora, aguarda resultados de mais exames pós-morte, porque o resultado dos primeiros foram “inconclusivos”.

O fotógrafo Mariano Vivanco lamentou, no Instagram, a morte de Khalid (foto: Reprodução/Instagram)

A morte de Khalid ocorre 20 anos depois que seu irmão mais velho, Mohammed bin Sultan bin Mohammed Al Qasimi, morreu de uma overdose de drogas aos 24 anos, na casa da família em East Grinstead, na Inglaterra, em 1999.

O pai de Khalid é o xeique Sultan bin Muhammad Al Qasimi, governante do Emirado de Sharjah, um dos sete que compõem os Emirados Árabes. Um período de luto de três dias foi decretado pela morte do príncipe no país, onde bandeiras devem ficar a meio mastro.

O xeique expressou sua tristeza em um post no Instagram na terça (2), dizendo que seu filho estava “sob os cuidados de Deus.”

O presidente dos Emirados Árabes Unidos e governante de Abu Dhabi, o xeique Khalifa bin Zayed Al Nahyan, ofereceu suas condolências ao xeique Sultan e sua família.

--------------------
Você sabia que o Portal Weese também está no Instagram, no Facebook e no Twitter? Então não perca tempo e siga a gente por lá.