As aulas na rede estadual de ensino devem retornar na próxima quarta-feira (14), após a suspensão do movimento grevista dos profissionais da Educação, que durou 76 dias. A decisão foi tomada em assembleia geral realizada pela categoria na sexta-feira (9), em Cuiabá. Os profissionais da educação haviam paralisado as atividades no dia 27 de maio.

Um novo calendário das aulas deve ser apresentado. O Sindicato dos Trabalhadores do Ensino Público (Sintep) afirmou que o ano letivo nas escolas deve ser encerrado somente em 2020. Apesar da suspensão, os professores continuam em estado de greve e podem paralisar as atividades a qualquer momento.

A categoria acatou parcialmente a proposta feita pelo governo estadual, que propôs estabelecer uma regra clara quanto ao pagamento de RGA, a partir do ano que vem. No entanto, eles querem garantia de que a lei não será questionada judicialmente após voltarem ao trabalho.

Assembleia geral dos profissionais da Educação de MT, na sexta-feira (foto: Marina Martins/TVCA)

Os profissionais querem garantia de que a lei não será questionada judicialmente após voltarem ao trabalho.

Além disso, a categoria quer que a proposta seja cumprida integralmente durante a gestão do governador Mauro Mendes (DEM) e que seja apresentado um cronograma do aumento salarial para 2020 e a devolução imediata dos valores do corte de ponto.

O Poder Judiciário chegou a declarar a ilegalidade da greve, mas a categoria decidiu não acatar a decisão.

--------------------
Você sabia que o Portal Weese também está no Instagram, no Facebook e no Twitter? Então não perca tempo e siga a gente por lá.